Bem-vindo ao website da Schneider Electric

Bem-vindo ao nosso site.

Pode selecionar outro país para consultar os produtos disponíveis ou aceder ao nosso website global para obter informações sobre a empresa.

Escolha outro país ou região

    • Finalmente! Novas tecnologias de limpeza que melhoram a eficiência de fábricas

    Worker inspecting goats milk in dairy, food and beverage, machine control.

    Para os produtores de alimentos e bebidas, é de suma importância assegurar que os equipamentos da fábrica operem em condições limpas - porque as pessoas consomem os produtos finais. Além de questões de segurança alimentar, os fabricantes devem gerenciar o tempo de inatividade de produção, custos e lucros e eficiência energética.

    Mas, apesar do tempo, dinheiro e conhecimento dedicados a manter o equipamento de fábrica limpo, os fabricantes podem ainda ter dúvidas quanto ao desempenho de seus sistemas CIP. No entanto, inovações na tecnologia CIP permitem que as empresas atendam as normas de segurança e, ao mesmo tempo, cortem custos de forma ecologicamente correta.

    O que é um processo CIP?
    No coração de uma indústria de alimentos ou bebidas, o processo CIP é um complexo sistema de bombas, válvulas, instrumentação, filtros e tubos, que permite que os equipamentos de processo sejam limpos regularmente sem que sejam desmontados. O processo utiliza uma quantidade significativa de água, produtos químicos e energia.

    Os resultados operacionais dos sistemas CIP são difíceis de verificar, e contaminação pode ocorrer em qualquer ponto do processo. A utilização de energia varia, dependendo do produto em questão - em um laticínio, por exemplo, pode chegar a 13%. As indústrias podem gastar até 20% de cada dia fazendo a limpeza dos equipamentos.

    Riscos de um sistema CIP ineficiente
    Dada a complexidade do sistema CIP, o risco de falha dos equipamentos é alto, o que impacta a principal preocupação: a segurança dos alimentos e das bebidas. Erros que resultam em limpeza inadequada podem colocar uma indústria em risco de causar um desastre de segurança alimentar, bem como incorrer em uma violação onerosa das normas de segurança do setor.

    Segurança à parte, sistemas CIP ineficientes podem causar paradas e afetar a lucratividade. Quando os equipamentos de produção não estão limpos, a fábrica também perde matéria prima. Além dessa perda, o processo CIP requer um consumo intensivo de energia, aumentando os custos operacionais. Além disso, os sistemas CIP precisam ser adaptáveis, pois os fabricantes devem mudar e melhorar receitas para se manterem competitivos

    Como melhorar o processo CIP
    Os fabricantes utilizam processos CIP desde 1950, e muitas vezes fazem melhorias nos processos através de uma abordagem de tentativa e erro. As alterações podem incluir a mudança de produtos químicos, horários de limpeza ou temperatura da água; reconfiguração dos ajustes; ou substituir equipamentos de forma proativa ou deixá-los ociosos.

    Mas a melhor maneira é usar uma abordagem holística que incorpora software de automação CIP para encontrar a combinação ideal de água, produtos químicos e tempo. Esta abordagem economiza tempo, reduz erros e reduz o consumo de água e energia, sem deixar de cumprir as normas de segurança. Uma redução de 20% no tempo de limpeza, por exemplo, vai proporcionar cerca de uma hora a mais de tempo de produção a cada dia. Quando surgirem problemas, os sistemas automatizados CIP avançados podem transformar o tempo da solução dos problemas, que costumava levar horas, em minutos de diagnóstico.

    Três pilares fundamentais de um processo CIP bem sucedido

    • Projeto eficiente e eficaz: A mudança para sistemas CIP menores, descentralizados ou multiuso reduz a quantidade de energia necessária para fornecer produtos químicos, além de economizar água e tempo.
    • Eficiência energética: Melhorar componentes de equipamentos obsoletos e modificar processos com desperdícios pode gerar uma economia de até 30% nos custos da energia. Um exemplo seria a substituição de acionadores de rotação fixa por inversores de frequência variável para especificar a vazão de um processo de receita.
    • Otimização da automação: O software de automação melhora a qualidade das informações disponíveis do sistema CIP e permite melhor controle do equipamento através de alarmes, avisos e painéis de instrumentos para indicação do estado. Também é possível encontrar a causa raiz de qualquer problema, sendo que sistemas de software CIP especializados podem gerar relatórios de "Comprovação de limpeza" exigidos pela vigilância sanitária de alimentos.

    A incorporação desses pilares fundamentais terá um impacto positivo nos custos da energia e da rentabilidade, além de dar tranquilidade, com um processo de limpeza que é otimizado para atender a segurança de alimentos e bebidas. 


    Um gráfico com código de cores no software de automação CIP sinaliza os problemas para o operador do equipamento. 

    Guia GRATUITO para um processo inovador e eficiente de limpesa CIP para fabricantes de alimentos e bebidas
    Saiba mais