Bem-vindo ao website da Schneider Electric

Bem-vindo ao nosso site.

Pode selecionar outro país para consultar os produtos disponíveis ou aceder ao nosso website global para obter informações sobre a empresa.

Escolha outro país ou região

    • Orientação especializada sobre como evitar derramamentos em oleodutos

    Default Alternative Text
    As normas, melhores práticas e soluções para detecção de vazamentos em oleodutos podem oferecer uma vantagem competitiva no mercado.

    Centenas e milhares de quilômetros de oleodutos transportam petróleo e gás por regiões diversas do mundo, desde o ártico até climas equatoriais e para regiões em águas profundas bem distantes da costa. Com o aumento contínuo da demanda de combustível, as empresas continuarão a explorar áreas adicionais do planeta, criando necessidade para mais sistemas de oleodutos para extrair combustível fóssil (hidrocarbonetos) de reservatórios para refinarias e para os consumidores.

    Evitar custos desnecessários
    Como resultado, as empresas de petróleo e gás assumem a responsabilidade por extrair e transportar grandes quantidades de combustível através de oleodutos sem causar nenhum dano ambiental. Em tal cenário, infraestruturas de oleodutos com controles deficientes podem inflar os custos e aumentar o risco de danos aos habitats naturais à sua volta e às comunidades, caso ocorra um vazamento.

    As melhores práticas de detecção e soluções para vazamentos

    Detecção de vazamentos é um pré-requisito para operações seguras e lucrativas. As normas mais recentes e inovações podem minimizar os perigos de vazamento em oleodutos de petróleo e gás. A adoção de melhores práticas em casos de vazamentos em oleodutos pode ajudar as empresas a se tornarem mais competitivas em um mundo interconectado onde as pessoas se preocupam com a sustentabilidade.

    Uma solução de detecção de vazamento, monitoramento computacional de oleodutos (CPM), oferece às operadoras o recurso para identificar vazamentos e possibilidade de vazamentos de forma mais rápida e com maior precisão. Os sistemas CPM ajudam os controladores a utilizar os dados de campo em tempo real para estimar o comportamento hidráulico do produto sendo transportado e detectar anomalias operacionais, que podem sinalizar a existência de um vazamento no oleoduto.

    Os sistemas CPM alertam sobre a existência de vazamentos nos oleodutos e podem ajudar a prever vazamentos em potencial.

    Entretanto, a maneira dos sistemas CPM detectarem vazamentos pode variar. Antes de selecionar um sistema CPM, as operadoras de oleodutos devem avaliar as características exclusivas dos dutos, os objetivos comerciais, fatores de risco, e preocupações especiais de segurança, tal como proximidade a áreas urbanas ou vulneráveis em termos de meio ambiente. Dentre os fatores específicos a considerar estão:

    • Índice de alarmes falsos ou quase incidentes
    • Vulnerabilidade às condições de fluxo do oleoduto, tal como transientes, fechamentos, partidas e paradas
    • Impacto da precisão dos instrumentos e da configuração
    • Requisitos de qualificação e treinamento de pessoal
    • Tempo de resposta exigido
    • Estimativa do local do vazamento e estimativa precisa do volume liberado
    • Habilidade para detectar vazamentos preexistentes
    • Solidez/alta disponibilidade
    • Custo inicial/custos de ajustes/custos de manutenção

    As ferramentas de avaliação e as diretrizes do setor possibilitam que as empresas avaliem seus programas de detecção de vazamentos e implementem soluções apropriadas. Por exemplo, a norma API 1149, que é uma norma americana, serve como boa prática em todo mundo para analisar sistemas de detecção de vazamentos. Ademais, essas normas ajudam as partes interessadas a avaliar o custo contra os fatores de risco, e ajudam a determinar o benefício de melhorias específicas na infraestrutura de oleodutos, nas suas capacidades de detecção de vazamentos.

    Selecionar a solução adequada de sistema de detecção de vazamento requer uma avaliação meticulosa que envolve avaliar os objetivos de negócios da empresa contra seus limites para risco. Utilizar uma combinação apropriada de tecnologia e processos pode ajudar uma empresa determinar o equilíbrio certo entre risco e custo para garantir a operação segura do oleoduto.

    Assista este vídeo para saber mais sobre soluções para dutos de petróleo e gás da Schneider Electric.
    Saiba mais