Bem-vindo ao website da Schneider Electric

Bem-vindo ao nosso site.

Pode selecionar outro país para consultar os produtos disponíveis ou aceder ao nosso website global para obter informações sobre a empresa.

Escolha outro país ou região

  • Como a gestão de energia cria valor para empresas hoteleiras

Texto Padrão Alternativo
Como a gestão da energia cria valor para hotéis

Os hóspedes esperam um serviço excelente, quartos limpos e ótimas instalações dos hotéis, mas a eficiência energética raramente faz parte da lista de suas exigências. Os hotéis, por outro lado, precisam garantir não apenas uma estadia agradável aos seus hóspedes, mas também gerenciar o impacto dos custos de energia na rentabilidade. 

"Levando em consideração que os hóspedes e empregados do hotel não são diretamente responsáveis pelos custos de energia de um hotel ou recebem algum incentivo para economizar energia, alcançar um equilíbrio entre os objetivos comerciais, as necessidades dos hóspedes, e os objetivos de eficiência energética requer uma estratégia para converter o gerenciamento dos quartos do hotel em retorno sobre o investimento (ROI)" disse François Carle, diretor de Global Hotel Solutions, da Schneider Electric.

Tendências do uso da energia nos quartos O consumo de energia dos quartos representa 40% a 80% do consumo total de energia no setor hoteleiro. Por ano, os hotéis desperdiçam até 30% dos custos por quarto gastando energia para quartos "alugados, mas desocupados". Por exemplo, os hóspedes estão frequentemente ausentes em até 65% do dia, de acordo com um relatório da Hotel Energy Solutions.

O motivo da viagem também influencia o tempo que os hóspedes passam em seus quartos: Turistas podem até voltar para seus quartos entre um passeio e outro, mas um viajante a negócios muitas vezes frequenta reuniões o dia todo e eventos sociais à noite.

Se os níveis de conforto do quarto não são ajustados durante essas horas de ausência, um desperdício considerável de energia pode ocorrer. Utilizando sistemas inteligentes, os hotéis conseguem levar esses padrões de comportamento em consideração na gestão de energia dos quartos. O resultado pode ser uma solução de controle de quarto eficiente em termos de custos e de rápida instalação, proporcionando conforto e simplicidade de uso para os hóspedes do hotel.

Gráfico 1: Aquecimento, ar condicionado, água quente, e iluminação compõem a maior parte dos custos de consumo de energia das instalações dos hotéis


Maximizar o ROI de um sistema de gestão de energia A simplificação da gestão de energia e a detecção de presença permitem aos hotéis controlar melhor o consumo de energia. Do ponto de vista do benefício comercial, uma redução de 10% no consumo de energia tem o mesmo efeito financeiro que o aumento do valor médio da diária. Controles integrados permitem às operadoras ajustar o aquecimento, a ventilação e o ar condicionado (HVAC), a iluminação e outros fatores ambientais nos quartos, tendo como base a ocupação ou não dos quartos.

Gráfico 2: Vários fatores de impacto sobre o ROI podem ajudar os hotéis a maximizar os benefícios da eficiência energética

Levando em consideração os seguintes fatores, os gerentes de hotéis podem maximizar os benefícios da eficiência energética resultante das melhorias e garantir um rápido ROI.
• Custos de instalação: Sistemas sem fio podem ajudar a minimizar os custos, simplificar a instalação sem restringir a operação diária e a cumprir metas de orçamento por meio de implementações em etapas.
Estratégia de gestão: O sistema de gestão de energia para quartos permite que operadoras de hotéis desenvolvam estratégias eficientes com base em dados reais. Por exemplo, ajustar a temperatura de um quarto "alugado, mas desocupado" pode ter um impacto positivo na rentabilidade e no desempenho operacional.
Eficiência individual dos quartos: É comum os hotéis possuírem quartos que funcionam de forma mais eficiente do que outros, devido ao envelhecimento dos equipamentos de climatização, sua orientação para o sol, ou o mau isolamento e fugas térmicas. O levantamento de estatísticas de uso de energia permite às operadoras de hotéis identificarem e alugar os quartos mais eficientes primeiro para aumentar sua lucratividade.
Tamanho da propriedade: Hotéis maiores, com uma grande quantidade de quartos, podem conseguir um ROI ainda mais rapidamente se a gerência reduzir ou desligar a energia em conjuntos maiores de quartos desocupados durante a baixa estação.
Localização:
As condições climáticas locais e as variações de consumo de energia exercem um impacto nos custos de energia e no ROI de um sistema de gestão de energia.
Demografia:
A demografia dos hóspedes pode revelar os padrões de ocupação e indicar os melhores ajustes do sistema de energia. A análise desses padrões permite que as operadoras de hotéis entendam melhor as economias de energia que podem esperar.
Incentivos e financiamento: Para incentivar os proprietários a reduzirem suas pegadas de carbono e a dependência de combustíveis fósseis, muitos governos municipais, estaduais e federais estão oferecendo programas de incentivo e pacotes de financiamento para a instalação de tecnologias renováveis e energeticamente eficientes.

"Ao entender os principais fatores que impulsionam o ROI, os hoteleiros podem optar por um sistema de gestão de energia de quartos simples e elegante que proporcione conforto aos hóspedes, cumpra as necessidades comerciais e orçamentais e amorteça seus próprios custos, otimizando a eficiência energética e melhorando os resultados financeiros", disse Carle.

Os especialistas da Schneider Electric podem ajudar um operador de hotelaria a implementar um sistema de gestão de energia dos quartos que oferece ROI. Para mais detalhes, baixe "Estrutura para Conversão da Gestão de Energia de Quartos de Hotel em ROI"
Saiba mais