Bem-vindo ao website da Schneider Electric

Bem-vindo ao nosso site.

Pode selecionar outro país para consultar os produtos disponíveis ou aceder ao nosso website global para obter informações sobre a empresa.

Escolha outro país ou região

    • Escola reduz uso da energia em 25%

    Imagem de um grande edifício
    Escolas de Lisboa, Portugal, participantes do programa-piloto EnergySTEP@Work da Schneider Electric, estão aplicando a economia conseguida com custos de energia em aumentos de capital e iniciativas de treinamentos de professores. No século 21, estar conectado e preservar o meio ambiente não deveria ser alvo de barganha. As TICs têm o potencial de ser a base para nos ajudar a atingir nossa meta final: ser neutros em termos de carbono e autossuficientes em energia em todas as escolas do país. João Fernandes, diretor de sistemas de informações da empresa pública Parque Escolar, constituída para implementar a modernização da infraestrutura das escolas de ensino médio

    “Melhorar a qualidade do aprendizado do aluno” e “reforçar condições de trabalho, recursos e autonomia das escolas” estão entre as principais metas do Ministério da Educação e Ciência de Portugal. Assim, quando os custos de energia aumentaram dramaticamente após uma ampla modernização de infraestruturas nas escolas públicas de ensino médio em todo o país, soube-se que algo precisava ser feito para controlar o uso da energia das escolas.

    O aumento do uso de energia não era completamente inesperado: novos sistemas de controle climático e mais tecnologias de informação e comunicação (TICs) foram instaladas durante as atualizações, incluindo PCs, telefones por IP e dispositivos de rede. Para identificar e testar soluções para o problema, o Ministério aderiu ao programa Energia Urbana Inteligente para Escolas do Desenvolvimento Urbano Conectado (CUD). Como resultado, a Schneider Electric™ e membros do seu Programa de Parcerias em Tecnologia EcoStruxure, Cisco Systems e Verdiem e a empresa local de fornecimento de energia colaboraram para implementar uma solução de redução de energia econômica e contínua e, ao mesmo tempo, criar ambientes de aprendizado seguros e confortáveis.

    O EnergySTEP@Work™ fornece energia on-line para visibilidade e controle. Uma solução exclusiva foi testada em três escolas da capital, Lisboa: EnergySTEP@Work™ da Schneider Electric. Este programa abrangente de gestão de energia de TICs consolidou todas as fontes relevantes de consumo de energia por meio de uma abordagem simples e unificada, baseada em rede IP. Isso permite o monitoramento de energia em tempo real e a gestão de PCs e dispositivos PoE (Power-over-Ethernet), os quais são compatíveis com os sistemas já existentes de gestão predial para climatização (HVAC) e iluminação, para gerenciar 100% da energia consumida. A solução é possível com os switches Catalyst da Cisco EnergyWise™ e reforçada pelo software Verdiem Surveyor™.

    O EnergySTEP@Work aborda a energia consumida no grande número de cargas de plugues pequenos e díspares e ativos de TI. Surpreendentemente, elas podem chegar de 20 a 40% da energia consumida dentro de uma organização, principalmente as que contam com muitos PCs e dispositivos de produtividade pessoal. Uma energia valiosa, que anteriormente não era monitorada nem gerenciada nas escolas de Lisboa, tornou-se visível, controlável e otimizada.

    Em todas as três escolas-piloto de Lisboa, a economia de energia gerenciada pela rede consiste em agendar operações de climatização (HVAC), iluminação e dos equipamentos TIC para coincidir com a ocupação das escolas, até mesmo com o agrupamento e programação dos dispositivos variando entre os 10 edifícios escolares. Por exemplo, a maioria dos telefones pode ser desligada à noite enquanto os telefones de emergência permanecem ativos. Os sistemas de iluminação central e de climatização (HVAC) podem ser desligados após algumas horas quando as escolas estiverem desocupadas. Ferramentas Web 2.0 e monitores interativos com dados em tempo real, parâmetros de comparação e calculadoras de pegada de carbono incentivam uma maior conscientização de sustentabilidade entre os alunos da escola e a comunidade.

    Resultados influenciam o consumo de energia — e os alunos. As reduções bem-sucedidas de energia nas escolas-piloto proporcionaram significativa economia de custos que foi aplicada em aumentos de capital, treinamentos para professores e outras iniciativas com orientação definida pelo Ministério da Educação. Na verdade, as políticas de controle centralizado para TICs, iluminação e climatização (HVAC) em uma escola foram responsáveis por uma redução de 25% no uso da energia, uma economia de aproximadamente 13.200 USD por ano. Se soluções semelhantes fossem aplicadas em todas as escolas, a estimativa de economia atingiria quase 4 milhões de dólares por ano!

    O EnergySTEP@Work também proporcionou oportunidades de aprendizado no local. Alunos atuaram como testadores e avaliadores, participando da implantação e da configuração da solução de ponta a ponta, que serviu de base para seu projeto de conclusão do curso. E parece que os resultados podem ser ainda mais permanentes: muitos alunos mudaram de comportamento quanto ao uso da energia e sua maneira de pensar no futuro, predispondo-os a abraçar carreiras na área de ciências ambientais.

    Assista e descubra como as soluções do programa EnergySTEP@Work e EcoStruxure podem ajudar a reduzir os custos de energia em sua organização.
    Saiba mais