Bem-vindo ao website da Schneider Electric

Bem-vindo ao nosso site.

Pode selecionar outro país para consultar os produtos disponíveis ou aceder ao nosso website global para obter informações sobre a empresa.

Escolha outro país ou região

    • Como um recomissionamento economiza energia em edifícios

    Vista da cidade

    Assim como as pessoas, os edifícios envelhecem e evoluem a partir do minuto em que passam a existir. Seja qual for a finalidade e a configuração original de um edifício, modificações são feitas para se adaptar a reorganizações empresariais e novos inquilinos. Seções inteiras podem passar de espaço de escritório para espaço de armazém, por exemplo - exigindo modificações no sistema de HVAC, segurança e distribuição de energia de um edifício, entre outras, sendo que tudo isso pode afetar o desempenho do edifício. 

    Enquanto isso, a tecnologia avança - e o que já foi uma infraestrutura de edifício estado-da-arte deve se ajustar aos padrões atuais. Inclua no cálculo o envelhecimento do equipamento, e o resultado poderá ser ar interior de baixa qualidade e custos de energia mais elevados. Mas os proprietários do edifício têm opções para evitar um declínio debilitante na eficiência.

    Renovação das operações de um edifício
    “Comissionamento” é um processo que assegura que um novo edifício funcione da maneira como o proprietário pretendia e que os empregados do edifício saibam como operar e manter seus sistemas. O “recomissionamento” ocorre quando um edifício passa por um novo processo de comissionamento, provocado por uma mudança de propriedade ou problemas de manutenção. O recomissionamento pode ajustar a infraestrutura e as operações e pode resultar em um edifício de alto desempenho, com uma economia de 5 a 15% nos custos de energia.

    Para os ocupantes do edifício, o benefício mais evidente e imediato do recomissionamento é um ambiente interno mais confortável. Baseando-se na economia de energia resultante, os proprietários podem manter melhor um clima interno entre 22° e 25° C, deixando seus ocupantes numa "zona de conforto.” Estudos têm relacionado a qualidade do ar e da temperatura à produtividade, que pode cair em 2% para cada grau acima ou abaixo dessa faixa. Como os salários são geralmente a maior despesa operacional de um edifício, uma mudança na produtividade afeta o resultado financeiro.

    O recomissionamento proporciona múltiplos benefícios
    Embora o benefício mais direto do recomissionamento seja a redução do custo de energia, os proprietários do edifício podem obter outros benefícios financeiros com o processo, que incluem:

    • Identificação da operação, controle e problemas de manutenção do sistema
    • Assistência no planejamento de longo prazo e na elaboração do orçamento de manutenção de grande porte
    • Redução do desperdício de energia e validação da eficiência dos equipamentos que consomem energia
    • Redução nos custos de manutenção e em falhas prematuras do equipamento
    • Melhoria da documentação , que acelera a solução de problemas e reduz o custo de manutenção
    • Redução do risco operacional do edifício
    • Melhoria do treinamento , o que aumenta os níveis de habilidade dos empregados e a capacidade de atender melhor os clientes ou inquilinos

    Processo de recomissionamento em 5 passos
    Antes de lançar uma iniciativa, os proprietários precisam determinar se é necessário fazer um recomissionamento. Qualquer edifício que tenha sofrido mudanças em sua infraestrutura - construção, novas divisões internas ou modificação nos sistemas - é um candidato. Edifícios que estão operando há meses ou anos sem uma análise aprofundada também se qualificam.

    Edifícios novos também precisam de uma análise cuidadosa, pois as tolerâncias mais restritas no seu projeto mecânico de acordo com os códigos de energia e ventilação atuais podem levá-los a consumir mais energia, se não tiverem monitoramento e manutenção adequados.

    Os melhores candidatos, no entanto, podem ser edifícios que possuam um sistema de gerenciamento predial informatizado (BMS), uma vez que o investimento na tecnologia do sistema já existe, mas pode estar sendo subutilizado.

    Um empregado interno ou um fornecedor BMS deverá seguir os seguintes passos do processo de recomissionamento:

    1. Avaliação do local: Rever o uso de energia e avaliar a forma como os sistemas do edifício estão funcionando, em comparação com o previsto no projeto; analisar as condições dos equipamentos, pontos problemáticos e práticas de manutenção.
    2. Testes e definição do escopo: Identificar os diagnósticos necessários, juntamente com custos e reparos simples; avaliar as deficiências de longo prazo e os custos de reparo.
    3. Priorização de melhorias: Avaliar o custo de todas as melhorias sugeridas considerando as circunstâncias e objetivos do proprietário.
    4. Implementação de melhorias acordadas: Determinar se algum empregado interno, um fornecedor BMS ou outro especialista terceirizado deverá realizar quaisquer alterações.
    5. Verificação dos resultados: Balancear o custo de medir os resultados com o benefício das informações; opções para a faixa de medição, de um cálculo simples até o monitoramento de uma instalação inteira.

    Através de um projeto de recomissionamento modesto, os proprietários do edifício podem atualizar o desempenho da instalação e reduzir os custos de energia - em até 15% - e melhorar o conforto da parte interna, o que pode contribuir para aumentar a produtividade e melhorar o resultado financeiro.

    Descubra como o recomissionamento economiza energia em edifícios com este white paper da Schneider Electric.
    Saiba mais (Inglês)