Bem-vindo ao website da Schneider Electric

Bem-vindo ao nosso site.

Pode selecionar outro país para consultar os produtos disponíveis ou aceder ao nosso website global para obter informações sobre a empresa.

Escolha outro país ou região

    • O que falta nos planos de operações do seu data center?

    Um homem a olhar para as estantes do servidor, confuso
    Erro humano e desatenção podem comprometer o desempenho de qualquer projeto de data center

    Em um data center, 70% das faltas de energia são em consequência de erro humano – que é contraproducente em um ambiente onde a falha não é uma opção. Um programa de operações e manutenção (O&M) de instalações bem projetadas pode minimizar riscos e reduzir despesas. Para ser bem-sucedido, um programa de O&M repousa sobre dois pilares: instilar uma “mentalidade de missão crítica” e incorporar 12 elementos essenciais.

    Passo 1: Adoção de uma mentalidade tipo missão crítica
    O objetivo fundamental das instalações de data center é fornecer energia ininterrupta, resfriamento, recursos de rede e espaço nas quantidades certas, em nível de redundância correto, e no momento certo para servidores de TI, equipamentos de armazenamento e rede. Simplificando: Falha não é opção.

    Encorajar a equipe a internalizar uma "mentalidade de missão crítica" está no âmago de um programa efetivo de O&M, conforme definido por esses princípios:

    • Concentrar-se na minimização do risco em todas as atividades, processos e procedimentos de trabalho
    • Atuar com confiança e paciência que resultem de planejamento e preparação cuidadosos
    • Utilizar uma abordagem analítica ativada pelo processo para evitar riscos e solucionar problemas
    • Entender a função e conexões entre os sistemas e componentes da instalação
    • Comprometer-se com o contínuo aprendizado e o aprimoramento do processo

    Passo 2: Incorporar os 12 elementos essenciais
    Com base em princípios de mentalidade de missão crítica, as equipes de instalações podem implantar e gerenciar um programa eficaz, fatorando as características desses 12 elementos essenciais:

    1. 1. Saúde e segurança ambiental: planos/treinamento de segurança; equipamento de proteção pessoal; procedimentos de bloqueio e identificação; análise de perigos, manuseio de materiais perigosos, e comunicações de perigo; e atendimento a leis e regulamentos de saúde e segurança

    2. 2. Administração de pessoal: competência, treinamento, atribuição de papeis e nível de pessoal; e uma mentalidade de missão crítica

      Referência Rápida: 12 Elementos Essenciais de um Programa de O&M
      Saúde e segurança ambientalTreinamento
      Administração de pessoalGestão da infraestrura
      Prontidão e resposta de emergênciaGestão da qualidade
      Gestão da manutençãoGestão de energia
      Gestão de mudançasGestão financeira
      Gestão de documentaçãoMonitoramento e exame do desempenho
    3. 3. Prontidão e resposta à emergências: procedimentos operacionais de emergência para cenários com alto risco de falhas; realização de análise pós-evento para reduzir falhas e aprimorar as respostas futuras.
    1. 4. Gestão da manutenção: gestão de ativos, ordens de serviço e peças de reposição, combinada com um plano proativo de manutenção preventiva e preditiva

    2. 5. Gestão de mudanças: desenvolvimento e exame pré-operacional, análise de risco e comunicação, práticas de trabalho estruturado, e supervisão de fornecedores/contratados

    3. 6. Gestão de documentação: sistema preciso de organização de documentos críticos para procedimentos operacionais, registros de manutenção e pessoal

    4. 7. Treinamento: avaliação e treinamento do pessoal para assegurar capacidade em tarefas operacionais e de manutenção; inclui certificação e formação permanente

    5. 8. Gestão da infraestrutura: suporte para alterar exigências de TI através do monitoramento da instalação, gestão de capacidades, e integração de TI/instalações

    6. 9. Gestão da qualidade: garantia da qualidade para evitar erros através de processo e procedimentos consistentes; controle de qualidade para detectar erros humanos ou de sistema através de verificações, inspeções e auditorias; melhoria de qualidade contínua para analisar erros e fazer modificações e evitar repetição

    7. 10. Gestão da energia: usar o software de gestão de infraestrutura de data center (DCIM) para melhorar a eficiência de energia, referência de desempenho, análise de eficiência e compras

    8. 11. Gestão financeira: exame rigoroso das compras/ entregas, faturamento para assegurar que as manutenções críticas e projetos da instalação ocorram conforme a programação e sejam evitadas as interrupções de operação

    9. 12. Monitoramento e exame do desempenho: a coleta e análise de métricas e indicadores-chave de desempenho (KPIs) para assegurar que um plano de O&M seja produtivo, atenda às metas e esteja alinhado com os objetivos do negócio

    Armadilhas comuns
    Erros relativos a um programa de operações podem minar a eficácia e levar a interrupções do sistema, excesso de despesas ou acidentes com o pessoal. Um programa de manutenção não será eficiente se faltar as métricas, por exemplo e um treinamento ou documentação fraco irá gerar lacunas. Uma gestão de mudanças ineficaz ou uma equipe presa ao modo manual prejudicará um programa; e uma equipe com excesso de confiança (por que mudar o que está funcionando) pode resistir a novos procedimentos. Finalmente, deixar de testar e avaliar ou deixar de implantar um sistema de qualidade são armadilhas que irão impactar o sucesso de um programa.

    Erro humano e desatenção podem comprometer o desempenho de qualquer projeto de data center, mas criar e implantar um programa de O&M efetivo reduzirá as despesas operacionais, mantendo, ao mesmo tempo, o desejado alto nível de desempenho da instalação.

    Para um guia completo sobre melhorias na operação de estruturas, leia o white paper, "Elementos essenciais na operação de estruturas para Data Center."
    Saiba mais