Bem-vindo ao website da Schneider Electric

Bem-vindo ao nosso site.

Pode selecionar outro país para consultar os produtos disponíveis ou aceder ao nosso website global para obter informações sobre a empresa.

Escolha outro país ou região

  • Default Alternative Text

    Notícias

    Fique a par das últimas notícias sobre a Schneider Electric Portugal

Schneider Electric encerra o período de 2015-2017 do Barómetro Planeta e Sociedade acima do seu objetivo

  • 12 em 16 indicadores atingiram ou excederam os seus objetivos para o período 2015-2017
  • Em dezembro 2017, a Schneider Electric renovou e fortaleceu o seu compromisso com a neutralidade de carbono no French Business Climate Pledge
  • A Schneider Electric publica o seu novo barómetro para o período 2018-2020

Lisboa, 6 de março de 2018 – A Schneider Electric™, líder na transformação digital da gestão de energia e automação, anuncia os seus resultados financeiros e não financeiros relativos ao quarto trimestre de 2017. A Schneider Electric utiliza 16 indicadores do barómetro do Planeta e Sociedade relativo ao período 2015-2017 para a medição trimestral do seu ambicioso compromisso com o desenvolvimento sustentável. Tendo atingido uma pontuação total de 9.58/10 no fim de dezembro de 2017, a Schneider Electric excedeu o seu objetivo de 9/10 para o trimestre. Ao atingir 8.48/10 em dezembro de 2016, o objetivo do barómetro para 2017 foi redefinido para os 9/10, em vez dos iniciais 8/10.

Os resultados não financeiros por indicador são os seguintes:

Gilles Vermot Desroches, Vice Presidente Sénior de Sustentabilidade da Schneider Electric comenta: “Estamos a encerrar o período 2015-2017 com um resultado recorde para o barómetro. Atingir 9.58/10, acima do objetivo 9/10, revela um desempenho inigualável desde o lançamento do barómetro em 2005. O ano de 2017 tem sido marcado por vários prémios em desenvolvimento sustentável, tais como a nossa presença no CDP Climate ‘A List’ pelo 7º ano ou o ‘Prémio de Pensamento Integrado’ que distingue a integração da sustentabilidade na estratégia do Grupo e o foco no diálogo com todos os nossos fornecedores. No final de 2017, como parte do French Business Climate Pledge e do compromisso de 91 empresas francesas a favor do clima, reforçámos os nossos objetivos. Em 2030, pretendemos atingir a neutralidade de carbono ao reduzir as emissões de CO2 bem como as emissões associadas ao nosso ecossistema industrial, incluindo desde fornecedores a clientes. Comprometemonos a quantificar as emissões de CO2 evitadas pelos nossos clientes graças às nossas soluções, atingindo 100% de energia renovável, 100% de embalagens recicladas ou certificadas, 100% de recuperação dos desperdícios e a duplicar a nossa produtividade energética, comparativamente a 2005. Graças às publicações de trimestre sobre o nosso novo barómetro do Planeta e Sociedade 2018-2020, a partir de agora, somos capazes de atingir com transparência a concretização destes objetivos.”

Destaques deste trimestre:

No pilar do Planeta:

- O indicador “poupança em 10% de CO2 no transporte” excede o seu objetivo, ao atingir 10.3%. Este programa aplica-se a viagens de curta e longa distância. Em particular, a ferramenta de tomada de decisão do Grupo, que permite a escolha entre o modo ar e mar, de acordo com critérios de avaliação de stocks e a frequência de utilização, é aplicado mundialmente e contribui para que constantemente exista um conhecimento claro sobre o melhor compromisso entre limitações económicas e ambientais.

- O indicador “100% dos produtos de I&D desenhados com a Schneider ecoDesign Way™” têm permanecido estáveis desde o primeiro trimestre de 2017 e terminam o ano atingindo o seu objetivo de 100%. Desde 2015, a Schneider Electric tem implementado o “ecoDesign Way”. Este método torna possível a disponibilização no mercado de produtos que respondem aos princípios da economia circular, oferecendo mais oportunidades de manutenção, reparação, remodelação e reciclagem de fim de vida.

No pilar de Rentabilidade:

- O indicador “100% de novos grandes projetos de clientes com quantificação do impacto de CO2,” atinge o seu objetivo no fim de 2017, depois de um piloto de dois anos. Este programa é um primeiro passo em torno da quantificação do impacto positivo da Schneider Electric no equilíbrio do clima, graças às soluções do Grupo. Em 2017, todos os grandes projetos dos nossos clientes beneficiaram de uma avaliação completa das emissões de CO2 induzidas e evitadas com uma metodologia padrão.

- O indicador “Todas as nossas entidades passam na nossa avaliação de Ética & Responsabilidade” terminaram o período de 2015-2017 muito próximo do seu objetivo final, com mais de 98% das entidades do Grupo a superarem a avaliação. Todas as entidades devem completar um questionário anual referente à implementação do programa de Ética e Responsabilidade. Estes resultados são verificados pelas equipas de Controlo Interno (para cerca de 5% das entidades) e são, posteriormente, analisados pela equipa responsável pela ética ao nível corporativo e pelos conselheiros locais para ‘Princípios de Responsabilidade’, que suportam as entidades com resultados mais baixos, partilhando com elas boas práticas utilizadas pelas entidades com melhores resultados.

- O indicador “Turnover x5 do programa de Acesso Energético para a promoção do desenvolvimento” é um dos dois indicadores do barómetro que encerra o período com um resultado distante do objetivo. O resultado atingido foi a multiplicação em 2,21 vezes do turnover do programa de Acesso à Energia, contra o objetivo final de 5. Este resultado é explicado por dois motivos. Primeiro, em 2016 foi criada uma alteração metodológica que tornou o objetivo mais difícil de atingir. De facto, depois da venda de uma subsidiária no fim de 2016, que contribuía significativamente para o programa de Acesso à Energia, o seu volume de negócios foi excluído dos resultados indicadores de 2016 (e 2017), porém sem modificar a base de comparação de 2014 nem o objetivo para 2017. Segundo, os contratos de eletrificação rural foram assinados em 2017 por somas históricas que contribuíram para o programa de Acesso à Energia e cuja faturação apenas terá lugar em 2018. Estes projetos incluem a eletrificação de 63 aldeias na Índia, representando 47 microrredes, ou a entrega de 8 centrais de energia solar multi-energéticas na África Ocidental.

- O indicador “100% dos nossos fornecedores recomendados adotam as instruções ISO286000” é o segundo indicador cujo resultado está longe do objetivo. No final de 2017, cerca de 88% dos fornecedores recomendados (também designados de “fornecedores estratégicos”) passaram os processos de avaliação, representando mais de 97% do volume de compra destes fornecedores. O resultado deste indicador ilustra mais a dificuldade de motivar fornecedores a responder ao questionário de avaliação, do que o seu desempenho atual. Mais de 11% dos fornecedores recomendados não responderam ao pedido de avaliação do ISO286000. Estes continuam a ser monitorizados de perto para a sua avaliação em 2018.

No pilar das pessoas:

- O indicador “64% atingiu o nosso Índice de Envolvimento de Funcionários” excede o seu objetivo em 2017, atingindo os 65%. Este índice de envolvimento dos colaboradores compara a posição da Schneider Electric com a dos principais empregadores na indústria e também os principais empregadores em algumas regiões chave do mundo. Em 2017, o índice de compromisso do Grupo era de 4 pontos acima do nível quando o barómetro 2015-2017 foi lançado, e 10 pontos acima da primeira medição em 2012. O Grupo também presta atenção às taxas de participação, que são de 80%.

- O indicador “85% dos colaboradores trabalham em países com o plano de equidade de pagamento entre géneros” excedeu o seu alvo ao atingir 89%. Este indicador mede a percentagem de colaboradores a trabalhar em países com o plano operacional de equidade de pagamento entre géneros, nomeadamente a medida do pagamento de equidade e, caso existam divergências entre pagamentos, ações de correção são implementadas. A Schneider Electric utiliza um padrão, uma metodologia global para identificar divergências de pagamento entre géneros, em grupos comparáveis de colaboradores, e utiliza uma abordagem local para colmatar desvios com as ações de correção apropriadas. Isto inclui todos os colaboradores, exceto colaboradores temporários, colaboradores com contratos a prazo, estagiários e aprendizes.

Os resultados não financeiros do quarto trimestre de 2017 estão disponíveis no nosso site em www.schneider-electric.com/sri

O novo barómetro Schneider Electric Planeta e Sociedade 2018-2020 aumenta as ambições do Grupo no que toca a sustentabilidade.

A Schneider Electric publica hoje o seu quinto barómetro Planeta e Sociedade. Este aumenta o nível de ambição no que toca à sustentabilidade do Grupo. Está também ligado a objetivos a longo-prazo que o Grupo definiu para os anos 2025, 2030 e 2050.

Exemplos destes compromissos são:

1. Utilizar 80% de energia renovável em 2020 (barómetro 2018-2020) e de 100% em 2030; continuar a reduzir o consumo energético nas suas instalações duplicando a sua produtividade energética em 2030, comparativamente a 2005; finalmente reduzir em mais de 50% as emissões de CO2 das suas esferas 1 e 2 em valor absoluto em 2050, quando comparado com 2015.

2. Evitar a emissão de 100 mil milhões de toneladas de CO2 pelos nossos clientes, graças às ofertas da Schneider (barómetro 2018-2020).

3. Utilização de 100% de cartão e paletes de fontes recicladas ou certificadas para transportar embalagens em 2020 (barómetro 2018-2020) e utilizar 100% de embalagens de fontes recicladas e certificadas, em 2030.

4. Atingir as 200 instalações com identificação de zero desperdício em aterros até 2020 (barómetro 2018-2020) e recuperar 100% do seu desperdício industrial até 2030;

5. Realizar avaliações locais para 300 fornecedores sob vigilância em direitos humanos e ambiente (barómetro 2018-2020);

6. Multiplicar por 4 o turnover do programa de Acesso à Energia (barómetro 2018-2020) e facilitar o acesso a iluminação e comunicação de 50 milhões de desfavorecidos, devido às soluções pobres em carbono até 2025; formar 350 mil desfavorecidos em gestão energética em todo o mundo (barómetro 2018-2020) e 1 milhão até 2025;

7. Implementar o novo programa de well-being da Schneider Electric para pelo menos 90% dos seus colaboradores, o que inclui cobertura médica e formação (barómetro 2018-2020);

8. Mobilizar os países do Grupo num compromisso e processo para atingir a equidade de pagamento entre géneros, cobrindo pelo menos 95% dos colaboradores – este é um grande objetivo que resulta do nosso envolvimento no movimento HeForShe.

Esta é apenas uma imagem do nosso barómetro 2018-2020, que inclui mais de 21 programas a serem descobertos através das nossas comunicações de trimestre durante o programa de três anos.

Os resultados de Q1 2018 Planeta & Sociedade serão apresentados no dia 19 de Abril, 2018.

Sobre a Schneider Electric

A Schneider Electric lidera a Transformação Digital na Gestão de Energia e Automação em Habitações, Edifícios, Centros de Dados, Infraestruturas e Indústrias.
Com uma presença global em mais de 100 países, a Schneider é líder incontestável na gestão de energia – em Média e Baixa Tensão, Alimentação Elétrica Segura e em Sistemas de Automação.
Fornecemos soluções de eficiência integrada que combinam energia, automação e software. No nosso Ecossistema global, colaboramos com a maior Comunidade de Parceiros, Integradores e Programadores através de uma Plataforma Aberta para proporcionar controlo em tempo real e eficiência operacional.
Acreditamos que bons colaboradores e parceiros fazem da Schneider uma grande empresa e que o nosso compromisso com a Inovação, Diversidade e Sustentabilidade garantem que Life Is On em qualquer lugar, para todos e em todos os momentos.
www.schneider-electric.pt